sexta-feira, 3 de Julho de 2009

CARACTERÍSTICAS DO RECÉM-NASCIDO


1. Comprimento
· A avaliação é feita nas primeiras 24 a 48 horas após o parto

2. Cabeça
· Caput succedaneum – Edema (inchaço) dos tecidos moles do couro cabeludo e resulta da pressão exercida pela parede do útero ou da vagina sobre a cabeça do feto. É reabsorvido em 3 a 4 dias.
· Cefalo-hematoma – Extravasamento de sangue, devido a uma ruptura de vasos, entre um osso do crânio e a cobertura externa (o hematoma é limitado ao osso afectado, geralmente os parietais). É originado pelo atrito do crânio contra os ossos da bacia ou pela aplicação de fórceps. Pode verificar-se aumento do cefalo-hematoma nos primeiros 2 a 3 dias e pode demorar semanas até à sua completa reabsorção.
· Fontanelas e suturas – Podem ser palpadas 2 fontanelas ao nascer: a fontanela anterior ou bregma (encerra aos 18 meses de vida) e a fontanela posterior ou lambda (encerra entre a 6ª e a 8ª semana de vida). O recém-nascido apresenta 6 suturas (1 frontal, 2 coronárias, 1 sagitária e 2 lambdoides).

3. Pele
· Vernix caseoso – É uma substância branca, espessa e gordurosa, que confere protecção para a pele do recém-nascido, pelo que não deve ser removido. Geralmente encontra-se nas dobras da pele (axilas, virilhas e grandes lábios). É absorvido nos primeiros 2 a 3 dias de vida após o nascimento.
· Lanugo – Revestimento penugento que habitualmente desaparece às 32 semanas de gestação, mas que pode estar presente em certas partes do corpo como as costas, os ombros, lóbulos da orelha e testa.
· Milias – São manchas brancas do tamanho da cabeça de um alfinete devido a glândulas sebáceas que não se abriram, frequentemente encontradas na nuca, pálpebras e entre os olhos e o lábio superior. Desaparecem sem tratamento em 2 a 4 semanas após o nascimento.
· Eritema tóxico – Consiste em pequenas pápulas ou pústulas na pele semelhantes a picadas de pulga; é transitório, generalizado, muito comum na primeira semana de vida e benigno. Está relacionada com o sistema imunológico do recém-nascido.
· Manchas mongólicas – São áreas irregulares de pigmentação azul escura que, embora sejam mais frequentes na região das costas e nádegas, podem aparecer em qualquer zona do corpo. São mais comuns em indivíduos de pele escura e desparecem ao fim de alguns meses ou alguns anos.
· Descamação – Só ocorre alguns dias após o nascimento. A sua presença na altura do parto é um sinal de pós-termo (bebé que nasce depois das 42 semanas de gravidez).
· Icterícia Fisiológica – Consiste numa coloração amarela da pele e escleróticas (parte branca do olho) e é provocada pelos níveis altos de bilirrubina no sangue. Geralmente aparece por volta das 36 horas de vida e começa a diminuir ao 6º/7º dia de vida, desaparecendo por volta do 14º dia de vida. A exposição do recém-nascido à luz solar (tendo em atenção a protecção da pele com protector solar 50+) e a amamentação precoce favorecem o desaparecimento da icterícia.

4. Olhos
· Edema das pálpebras – resulta da pressão exercida durante o trabalho de parto e parto.
· Hemorragia subconjuntival – resulta da pressão exercida durante o trabalho de parto e parto. Habitualmente recuperam nos 5 dias após o nsscimento e não apresentam problemas.

5. Nariz
· O recém-nascido respira pelo nariz e usa o espirro para o desobstruir. Se o nariz do recém-nascido estiver obstruído poderá fazer a limpeza do mesmo com soro fisiológico e aspirador.


6. Boca
· Pérolas de Epstein – pequenas áreas esbranquiçadas na gengiva e no palato duro, que desaparecem em algumas semanas.
· Dentes Precoces– por vezes o recém-nascido nasce já com um ou mais dentes. Nestas situações os dentes têm que ser removidos para evitar a aspirações.
· Sapinhos (candidíase oral) – placa branca na cavidade bocal do recém-nascido que não é eliminado ao passar um aplicador com ponta de algodão. É causado por um fungo designado por candida albicans.

7. Sistema Reprodutor
· Mamas: pode ocorrer ingurgitamento mamário em recém-nascidos de ambos os sexos devido ao aumento dos estrogénios no organismo materno durante a gravidez.
· Feminino:
- Devido às alterações das hormonas na mulher (aumento de estrogénio durante a gravidez e diminuição dos mesmos após o parto) são frequentes nas recém-nascidas:
- Corrimento esbranquiçado: é normal que as meninas apresentem uma secreção esbranquiçada na vagina nos primeiros dias, que deve ser limpa normalmente
- Pseudo-menstruação: algumas meninas, nos primeiros dias, apresentam um pequeno corrimento e sangue na vagina, que também é normal. Deve limpar-se normalmente.
ü Os grandes lábios, pequenos lábios e clítoris estão habitualmente edemaciados e hiperpigmentados (apresentam uma coloração mais escura)
· Masculino:
ü Os genitais estão bem desenvolvi dos e o escroto (saco que contém os testículos) pode estar edemaciado (inchado).
ü Geralmente os testículos já se encontram no escroto (testículos descidos). Se tal ainda não tiver acontecido é normal, pois os testículos poderão descer para o escroto até ao 1º ano de vida
ü Fimose: é comum o prepúcio do recém-nascido não ser retráctil e estar aderente à glande, podendo a uretra estar recoberta pelo mesmo.
ü Esmegma: material caseoso acumulado sobre o prepúcio. A glande deve ser limpa para impedir o desenvolvimento de bactérias.

8. Eliminação Vesical
· Os recém-nascidos devem urinar, pelo menos, 1 vez nas primeiras 24 horas, duas vezes no segundo dia e três vezes durante o terceiro dia.
· Após o quarto dia de vida, todos os recém-nascidos têm, pelo menos, 6 a 8 micções por dia.
· Uratos: Podem surgir pequenas manchas alaranjadas na fralda, causadas pela eliminação normal de cristais de ácido úrico, que são considerados normais nos primeiros dia de vida.

9. Eliminação Fecal (entre as 8 e as 24 horas após o nascimento deve verificar-se a primeira dejecção)
· Mecónio: primeiras fezes do recém-nascido, coloração verde-ecuro, pegajoso e espesso.
· Fezes de transição: fezes de castanho a verde, aparecendo no primeiro dia após a alimentação. São menos pegajosas que o mecónio.
· Após as fezes de transição, as características das fezes dependem do tipo de alimentação do recém-nascido. Os bebés amamentados, habitualmente, eliminam fezes pastosas, de coloração mostarda, com consistência granulosa. Os recém-nascidos alimentados com leite adaptado eliminam fezes com forma definida, de coloração amarela a castanha e mais consistentes.
· Nos primeiros dias de vida os recém-nascidos têm cerca de 4 a 8 dejecções por dia, diminuindo depois o número de dejecções. O colostro (primeiro leite materno) desempenha um importante papel laxante, devendo a amamentação ser tão precoce quanto possível.

10. Cólicas
· Complexo de sintomas comuns que incluem choro ou gritos inconsoláveis, acompanhados de flexão das pernas sobre o abdómen, piorando à noite e atingindo o auge cerca das 12 semanas de vida do RN
· A causa é desconhecida, mas pensa-se que possam estar associadas à função intestinal (presentes, por exemplo, nos casos de intolerância à proteína do leite de vaca e de refluxo gastro-esofágico), bem como com alimentação insatisfatória (engolimento de ar) e “stress” parental.
· Podem ser aliviadas com massagens abdominais no sentido dos ponteiros do relógio, pegando no bebé com a barriga voltada para baixo e fazendo movimentos de extensão e flexão (esticar e encolher) das pernas.

11. Perda ponderal
· Após o nascimento o recém-nascido perde entre 5% a 10% do peso do nascimento, causada por uma perda excessiva de líquidos corporais, por uma ingestão relativamente pequena de líquidos ou dificuldade do recém-nascido em se alimentar.
· Esta perda de peso é normal, ao 3º/4º dia de vida o recém-nascido começa a recuperar o peso e por volta do 10º/14º dia o peso de nascimento é, geralmente, recuperado.

12. Os sentidos
· Olfato
ü Está bastante desenvolvido à nascença e permite que o recém-nascido procure o alimento quando sente o cheiro do leite da mãe.
ü Ao 5º dia o bebé já discrimina o cheiro da mãe.

· Paladar
ü O recém-nascido diferencia um sabor desagradável de outro agradável
ü O recém-nascido acentua os movimentos de sucção e deglutição coma alimentos doces
ü O recém-nascido faz caretas, deixa de sugar ou rejeita sabores desagradáveis.

· Tacto
ü Ao nascimento o bebé reage a estímulos como a dor, a pressão, o calor e o frio.
ü O recém-nascido reage com prazer e calma a contactos confortantes (carícias, aconchego, colo, mudança de posição) e ao ser embalado.
ü Quando se tocam as bochechas do recém-nascido, este responde através da procura do alimento.
ü Quando se tocam os lábios o recém-nascido iniciará movimentos de sucção.

· Visão
ü O recém-nascido segue objectos e tem capacidade para fixar momentaneamente um objecto ou face a cerca de 20 cm de distância e na linha média do campo visual.

· Audição
ü O recém-nascido reage a um som intenso através do reflexo de susto ou de sobressalto.
ü Os sons baixos de baixa intensidade tende a diminuir a sua actividade e choro.
ü O recém-nascido responde com acalmia a sons que lhe eram familiares na vida intra-uterina, podendo discriminar a voz da sua mãe da voz de outras mulheres ao 3º dia de vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário